Inovação


Em termos mais gerais, pode-se dizer que os atuais sistemas de simulação/treino estão limitados a diversos níveis: Não se baseiam em verdadeiros sistemas "integrados"; A sua arquitetura não é suficientemente modular; Não vão de encontro às atuais necessidades de treino das equipas de profissionais de saúde; Enfrentam grandes dificuldades no desenvolvimento de novos cenários, devido à limitada modularidade e às especificidades dos hardwares/equipamentos; Não fazem uso de conteúdos repetitivos; Não apostam na formação/treino de equipa, com cenários devidamente ajustados, nem capitalizam a vertente dos jogos sérios multiplayer; A avaliação das sessões de formação é subjetiva e dependente do observador; A utilização de realidade aumentada é muito limitada.

É neste contexto em que surge a STI Medical não visando reinventar os aplicativos e ferramentas de simulação em apreço mas antes a combinação modular e integrada dos mesmos e destes com os equipamentos clínicos necessários, num ambiente fortemente realista e de grande imersão. De notar que, para cada equipa de profissionais de saúde, é muito importante que a sala de simulação seja familiar com especificidades inerentes ao local onde atuam (bloco cirúrgico, emergência, etc). O equipamento que é utilizado tem que ser semelhante ao utilizado nos hospitais em que trabalham, às ambulâncias ou às situações em que atuam promovendo a transferência do conhecimento adquirido para a atuação real. No centro da simulação pretende-se potenciar ao máximo o realismo tornando-o para os participantes semelhantes ao seu ambiente “natural" e um novo tipo de jogos sérios (baseados em modelo multiplayer), suportados por um conjunto de ferramentas de criação de novos cenários para jogos sérios (editor de jogos sérios).

A solução oferecida pela STI Medical integra, em componentes estruturados os equipamentos de simulação dos atuais fornecedores e cria a alavanca atualmente inexistente para a identificação e desenvolvimento de um centro de simulação avançado ou do melhoramento substancial dos já existentes para que cada profissional da saúde se possa tornar num membro mais eficaz de uma equipa de intervenção médica.